Abran apresenta novo modelo de rotulagem para orientar consumidor


A Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) entrou com a apresentação junto à Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) com uma sugestão adicional dos modelos de rotulagem, o Nutri-Score.

De acordo com a Abran, o Nutri-Score é a melhor alternativa para a decisão de compra do consumidor. Segundo o porta-voz da Abran, doutor Carlos Alberto Nogueira de Almeida, esse seria o melhor modelo, pois é um aprimoramento dos modelos propostos. “Não existe modelo bom ou ruim, o que existe são alternativas que facilitam o entendimento do consumidor”. A norma de rotulagem já tem mais de 15 anos e o consumo de alimentos industrializados cresceu exponencialmente. Um novo modelo de informação nutricional pode contribuir para a qualidade de vida da população, pois ela terá mais informações sobre o que está consumindo.

O Nutri-Score, ao utilizar tanto uma base de cálculo de 100g como cores – para classificar o alimento de maneira completa (avaliando a composição total do produto e não os seus ingredientes em porções específicas), é de mais fácil assimilação pelos consumidores.

Porque a Abran defende o Nutri-Score?

1) O Nutri-Score tem como principal diferencial o fato de avaliar o balanço entre os nutrientes considerados “positivos” e “negativos” em uma base de 100g (sistema baseado na metodologia de Rayner):

“Positivos” – Teor de frutas e legumes, Teor de fibras e teor de proteínas.
“Negativos” – Energia, gordura/gordura saturada, açúcares totais e sódio.

2) O Nutri-Score é um modelo de rotulagem nutricional (Front of Pack) que categoriza os alimentos de forma simples alocando uma letra e uma cor para cada alimento (partindo de uma escala que vai do verde (A) para o vermelho (E) de acordo com a densidade nutricional do produto). Esse modelo é embasado em um score de densidade nutricional da British Food Standard Agency (FSA).

3) Estudos sugerem que o sistema da Food Standards Agency (FSA), que é a base do modelo Nutri-Score, pode caracterizar adequadamente a qualidade nutricional dos alimentos. Tanto o sistema de perfis de nutrientes como o formato FOP real do Nutri-Score / 5-Colour Nutritional Label foram validados em vários estudos complementares.

4) O Sistema Nutri-Score tem o diferencial de classificar o alimento de maneira completa (avaliando a composição total do produto e não os seus ingredientes em porções específicas).

Além do Nutri-Score existem outros modelos em discussão:

GDA – modelo com base no modelo de rotulagem nutricional frontal colorido do Reino Unido. No entanto, o modelo foi adaptado à legislação brasileira que considera porções para rotulagem nutricional. As porções consideradas no modelo, são aquelas do produto como pronto para consumo, desde que o modo de preparo do produto esteja declarado no rótulo
Esse modelo apresenta os valores numéricos de cada nutriente e sua % de VD.

ADVERTÊNCIA – O modelo que propõe a rotulagem nutricional frontal de compreensão rápida, através de representação gráfica na cor preta de advertência para a presença de alto conteúdo de: calorias, gorduras saturadas, açúcares e sódio.

É um modelo que utilizará a forma geométrica triângulos destacando na parte frontal da embalagem as informações de excesso dos quatro nutrientes descritos acima.

Segundo pesquisas, este é um modelo de fácil assimilação para a grande maioria da população brasileira, que possui algumas características específicas de aumento da população idosa e grande incidência de analfabetismo funcional

Por outro lado, é um modelo restritivo, pois não reflete uma visão positiva sobre a alimentação e o alimento, já que em nenhum momento leva em consideração os nutrientes considerados positivos, como as vitaminas, minerais, proteínas e fibras presentes nos alimentos. Acreditamos que no longo prazo pode não auxiliar na melhoria da educação nutricional

 

Fonte:Jornal Dia a Dia